Cinema Passengers

Publicado em janeiro 9th, 2017 | Por Maike

1

Passengers | Resenha Crítica

Pode conter leves spoilers…

Hollywood tem o costume de explorar o máximo possível seus atores que estão no auge da carreira. Aconteceu antes e sempre vai acontecer. Atores que começam a ter seu trabalho reconhecido tendem a ser chamados para mais e mais filmes e séries e propagandas e tudo que tiver direito. Isso é bom para a carreira deles, se souberem administrar suas contas bancárias. Mas o ciclo se repete e logo mais aparecem rostinhos novos que chamam mais atenção e os trabalhos diminuem para os veteranos.

Aproveitando o momento atual, onde os filmes de super heróis ainda não saturaram o público, os atores que interpretam os respectivos super poderosos acabam ganhando destaque na mídia, e é o caso de Jennifer Lawrence e Chris Pratt. Jennifer interpretou Mística dos X men na nova trilogia, e deu vida a Katniss Everdeen na adaptação de Jogos Vorazes. Já Chris Pratt interpretou o Senhor das Estrelas em Guardiões da GaláxiaOwen Grady em Jurassic World.

A imagem dos atores ainda não está saturada, então Hollywood abusa dos seus rostos, e suga até o último centavo possível do público que adora Lawrence e Pratt (dentro desses que adoram os atores, eu me incluo). Um filme que tem dois dos atores mais carismáticos da atualidade não precisava ser tãoooooooo bom assim. Se o roteiro fosse ao menos mediano, o público iria adorar e o boca-a-boca seria ótimo. Infelizmente, Passengers dividiu o público, entre os que amaram e os que odiaram; mas a crítica especializada não ficou nem um pouco dividida. Ela foi unânime em dar uma nota baixíssima para o filme.

Passengers-cinema

Antes que você me odeie pelo que leu até agora, gostaria de deixar claro que o que eu estou escrevendo não tem relação com o fato de eu ter gostado ou não do filme. Nas resenhas, faço avaliações técnicas. Muitas vezes, um filme tem ótima fotografia, bom roteiro, excelente atuação e efeitos especiais de primeira, mas eu não gosto. Mesmo assim, engulo minha opinião e faço uma resenha avaliando o filme, não o meu gosto. Então por favor, não joguem tomates em mim. Obrigado!

No site do rottentomatoes, que é muito respeitado em relação a avaliação dos filmes, a nota de Passengers não foi lá muito alta.

Tomatometer

Passengers tem uma premissa bem interessante. Na sinopse, mais de cinco mil pessoas são enviadas por uma estação espacial chamada Avalon para um outro planeta, devido a superpopulação da terra. A viagem demora cerca de 120 anos, e por isso as pessoas precisam entrar numa cápsula de hibernação para chegarem ao novo planeta com seus corpos intactos. Porém, Jim e Aurora acabam acordando antes do tempo, 90 anos para ser mais específico, e agora precisam lidar com o fato de que há algo de errado com o meio de transporte deles, ao mesmo tempo que tentam aceitar que não há como voltar a hibernar.

Até aí tudo bem. A questão é que o roteiro tem pequenas falhas que já começa a incomodar alguns. Como assim os cientistas conseguiram desenvolver uma máquina capaz de manter o corpo das pessoas intactos por um século, mas esqueceram de colocar um botão reiniciar caso alguém acordasse? Ou colocasse umas cápsulas a mais caso alguma desse problema? OI? E porque eles nadavam com roupa na piscina sendo que a nave estava vazia? Não sei também…

Mas até ai, TUDO BEM.

A sinopse mente. Jim e Aurora não foram acordados porque a cápsula deu problema. Apenas Jim acordou por problema em seu equipamento. A questão é que, por ousadia ou por não perceber o quão perigoso isso foi, Jim foi quem acordou Aurora, por que estava se sentindo sozinho. Isso foi ousado e perigoso por parte do roteiro, por que poderia fazer o público em geral rejeitar o protagonista pela sua atitude, e os filmes sempre tendem a fazer você se apaixonar pelo personagem principal, mesmo que ele seja um vilão.

Passengers-3d

Muitas das críticas se devem ao fato de Jim ter acordado uma mulher pela sua carência, mas não entrarei nessa questão, até porque se qualquer um de nós soubesse que ficaria sozinho por 90 anos numa nave com cinco mil passageiros, também acordaria alguém. Eu no caso acordaria todo mundo só de raiva. haha brinks. O roteiro ainda tratou melhor desse lado, porque fez com que Jim ficasse interessado na pessoa de Aurora, sua personalidade, seus gostos e tudo mais, mas cá entre nós, ele escolheu focar nas qualidades de uma Loira, com mais 4.998 passageiros? Então tá né…

O problema maior do filme é o final. Aurora descobre que foi Jim que quebrou sua cápsula para não ficar sozinho. Ela fica muito nervosa, e com razão. Eles já estavam envolvidos romanticamente, então foi uma grande decepção pra ela. Mas de uma hora pra outra, ela muda completamente de opinião, e perdoa o cara que tirou o direito a sua nova vida. Sem mais nem menos. Ela chega a usar a frase “Se você morrer, eu morro” no terceiro ato.

Esse final foi muito abaixo de tudo que o filme havia construído até ali. O roteiro trabalhou bem a construção da relação entre os dois, que não foi forçada. Aurora teve menos tempo em tela, mas sua personalidade era cativante. Os atores demonstraram que tinham química, tando dentro quanto fora da tela, vide as brincadeiras que faziam um com o outro durante a divulgação.

passengers-sony

Mas Passengers não tem só lados ruins. Jennifer Lawrence e Chris Pratt são ótimos em sua atuação, carregando o filme nas costas até onde deu. Os efeitos especiais também são incríveis e recomendo que seja visto em 3D.

O motivo do filme ter dividido o público é que o gênero foi divulgado como Ficção/Romance. O trailer passa a impressão do filme ser bem agitado, mas praticamente todas as cenas de ação estão ali no trailer. Passengers é bem parado no geral. Quem foi assistir esperando ver uma ficção, ficou decepcionado com o fato do roteiro ter se prendido muito mais ao romance entre Jim e Aurora. Já quem foi esperando ver um filminho mais água com açúcar, amou.

Quando se trata de atores, filmes e livros que possuem muitos fãs, qualquer crítica, mesmo que construtiva não costuma ser muito bem aceita, e eu estou ciente que posso acabar sendo odiado pelo que escrevi aqui. Mas Passengers não chega a ser um filme ruim. Só é diferente do que esperávamos. Bem diferente. Se você espera um filme de ficção aos moldes de Interestelar, Gravidade ou Elysium, vai se decepcionar. Porém, se você espera um Titanic Intergalático, um romance, filme de sessão da tarde, Passengers pode conquistar você.

Tags: , , , ,


Sobre o Autor

Estudante de Pedagogia por amor as Crianças, escritor por Amor as Letras, viciado em Filmes, Séries, Livros, e Animes. Sonha com o momento em que o dia terá 72 horas para colocar tudo em dia.



One Response to Passengers | Resenha Crítica

  1. joao says:

    cara eu amo passengers nao acho k ele seja ruim…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑