Cinema A Bela e Fera

Publicado em março 17th, 2017 | Por Natália Caçaca

0

A Bela e a Fera – Um clássico será sempre um clássico

Quando anunciaram que iria ter o remake de um dos maiores clássicos da Disney, confesso que não fiquei muito animada, explico, refilmagens nem sempre são boas e na maioria das vezes criam expectativas difíceis de sanar (e convenhamos, a adaptação pro cinema do ultimo “Cinderela” não foi nada emocionante). Porém, em a Bela e a fera, foi totalmente ao contrario de morno, com direção de Bill Condon, o filme tem uma estimativa de arrecadação logo na estreia de US$ 120 milhões, e não é pra menos.

Para quem não conhece a historia, ela se passa em uma pequena aldeia na frança, onde Bela vive com o seu pai, Maurice (Kevin Kline) um senhor artista que ensina tudo o que Bela sabe. Neste pequeno vilarejo mora o capitão Gaston, interpretado por Luke Evans (Drácula), um homem arrogante, presunçoso que deseja se casar com Bela e vai até as ultimas consequências para conseguir o que quer, ao lado de seu fiel amigo Lefour (Josh Gad) que se encarrega de nos tirar muitas risadas ao longo do filme.

Maurice e Bela

Maurice e Bela

Gaston

Gaston

A Fera, interpretado por Dan Stevens um ator conhecido pelo seu papel de Matthew Crawley na série Downton Abbey, é muito parecido com o do desenho, a voz, o jeito é totalmente caricato á animação, o que não foi um erro, pelo ao contrario, ficou real, e nos fez voltar um pouco no tempo das fitas VHS quando se podia comprar o desenho original.

o Castelo em que a Fera vive foi amaldiçoado por uma feiticeira e, enquanto ele não soubesse a verdadeiro significado do amor e respeito, ele permaneceria Fera para sempre, assim condenando todos que ali viviam, como Lumière O castiçal interpretado por Ewan Mc Gregor e Ian McKellen (Magneto de X-Men e o “Cinzento” de Senhor dos Anéis) sendo o cauteloso Cogsworth – o relógio.
Ajudando a dar sua voz as canções, temos também Emma Thompson como Sra. Potts.

Cogsworth, Sra. Potts, Lumière e Fifi - um show de musical.

Cogsworth, Sra. Potts, Lumière e Fifi – um show de musical.

A Fera e o Espelho

A Fera e o Espelho

A Disney apostou praticamente em um musical – que na verdade, é o que eles fazem de melhor e longe de ser entediante, o filme agrada toda uma geração, pois, já houve tentativas em fazer um filme sobre a animação, mas nenhum que tenha se tornado memorável.

A formula foi a mesma do desenho, mesmo cenário, trilha sonora excelente, os efeitos e maquiagem da Fera e de todos que viviam no castelo, estavam perfeitos, uma computação gráfica sutil e atores bem parecidos com a da animação, os diálogos são os mesmos, porém com algumas adaptações na historia, como, a historia da Bela e sua mãe, do príncipe e seus país, e tem um detalhe bem importante, a produção do filme arriscou, com alguns personagens fora do padrão, e teve coragem pra isso.

Emma Watson – A Bela

Um parágrafo para falar sobre o que é a Emma Watson interpretando Bela que, acredito que não teria ninguém melhor que ela para fazer esse papel. Ela consegue passar força, coragem sendo totalmente destemida, citando liberdade e até dando personalidade para a personagem, como na cena que ela tenta alfabetizar uma menina, o que naquela época não era permitido (mulheres saberem ler), bela era a única que sabia, quem conhece um pouco da vida da atriz sabe do quanto ela é engajada sobre diretos das mulheres e dissemina grãos de sabedoria, como deixar em uma estação de trem vários livros em diversos pontos. Emma Watson esta brilhante no papel de Bela.

Emma Watson

Emma Watson – A Bela

O Filme é emocionante, nostálgico, dificilmente não vai agradar, mesmo com um roteiro muito parecido com o desenho, não fugindo muito do original, ainda sim colocaram alguns detalhes que se transformaram em uma sacada genial, o filme é o que sempre foi, um clássico da Disney, transformando uma animação em um brilhante musical para o cinema, um favor para nossa memoria.

A Bela e a Fera

A Bela e a Fera

 

 

Tags: , , ,


Sobre o Autor

Ariana, formada em ciências contábeis, mas se imagina Jornalista, Escritora ou Professora, para moldar mentes. Se apaixonou por cinema aos 6 anos quando sua tia a fez assistir por 6 horas, durante todos os dias das suas férias, clássicos dos anos 40/50, até chegar nas séries, onde aprendeu muito do que sabe. Tem convicção de que no fim dos tempos haverá um ataque zumbi, e por conta disso já sabe usar espada.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑