Cinema Mulher maravilha 4

Publicado em junho 2nd, 2017 | Por Natália Caçaca

Mulher Maravilha – Majestosa

Se você perguntar pra 10 pessoas sobre a historia do homem de aço ou batman, pelo menos 8 vão saber te responder de prontidão todo o enredo, mesmo sem detalhes, mas algo saberá. E sobre a mulher maravilha? Na maioria das vezes o que se escuta é: é uma amazona. Fim. (sem generalizar, pois, com certeza tem pessoas que sabem mais do que isso) mas a maioria, não.

A DC lançou nessa semana um de seus filmes mais aguardados: Mulher Maravilha, que conta a historia de uma menina que foi criada e treinada desde cedo por mulheres guerreiras, vivendo em um mundo escondido chamado Themyscira, são mulheres amazonas, que na mitologia grega, são descendentes de um Deus (Ares – Deus da guerra) e criadas por Zeus – para dar paz em todas as guerras, são as únicas com poderes para resolver e apaziguar o mundo. Entre essas mulheres, existe uma única criança, a Diana (Gal Gadot) segundo o que sua mãe, a rainha Hipólita (Connie Nielsen) lhe contou, ela havia sido esculpida no barro e Zeus a fez viver. Enquanto viviam por anos nesse mundo escondido, através de uma espécie de portal, surge o espião Steve Trevor (Chris Pine) levando uma batalha até a ilha, ele conta como o mundo esta e as guerras que estão acontecendo e que existe uma arma que poderia destruir toda a humanidade, então Diana segue com ele já sabendo que é a única que pode resolver tudo isso, ela será guiada para a sua missão no mundo: Acabar com a guerra.

Mulher maravilha

Mulheres no poder

Diana é treinada por Antiope, interpretada por ninguém menos que a atriz Robin Wright (house of cards) a atriz além de belíssima, esta incrível como uma guerreira Amazona sendo eleita a mais forte delas, a atriz também da um show no desempenho da personagem. todos os diálogos são incrivelmente poderosos e empoderados, mulheres que podem inspirar uma geração dentro de um cenário que desde sempre pertenceu aos super heróis masculinos.
Se a Marvel errou em não evoluir sua personagem Viúva Negra, colocando ela mais como sex symbol, a DC acertou em cheio com a Mulher Maravilha, colocando em primeiro lugar a força e determinação de uma mulher, a que se impõe e vive em um mundo utópico (que não deveria ser) onde mulheres são estimuladas a ser forte e ter voz ativa – no filme mostra diversas vezes a perplexidade de Diana quando é tirada dela a vez da fala, quando ditam algo que ela tem que fazer ou como se comportar.
Apesar de ter crescido isolada, ela é super inteligente e sabe se comunicar em diversas linguagens.
Outro acerto da DC, colocar Patty Jenkins para dirigir o filme, a diretora acertou no tom em todos os sentidos, não é exagerado, é um filme sutil com diálogos ótimos, e cenas incríveis, mesmo sendo no mundo da DC conhecido por ser mais sombrio e sem cor, mulher maravilha segue nesse ritmo também, porém com mais dinamismo.
Gal Gadot, incrível e deslumbrante.

wonder-woman-img4-embrulha-blog

 

Robin Wright - House of cards é a amazona Antiope

Robin Wright – House of cards é a amazona Antiope

DC vs Marvel

Finalmente, com esse filme, a DC consegue se colocar no mesmo patamar da Marvel, apesar da DC ter os melhores vilões das HQs, a Marvel sempre ficou a frente com os seus super heróis, agora tem uma concorrente á altura, Mulher Maravilha, uma heroína lendária, forte, com uma historia incrível, a única que não tem nenhuma fraqueza que possa deixa-la debilitada, a única coisa que é páreo numa luta com a Amazona Diana é outro Deus. Ou seja, impossível derrubar essa mulher. O filme é uma ponte para a liga da justiça, não deixou brecha para uma continuação, acredito que esse seja um ponto negativo.
Porém, trazem uma inspiração, uma super heroína, a única a ganhar o seu filme solo, a Amazona que trás representatividade, em um universo pouco aberto para mulheres que só foram, até agora, coadjuvantes nas HQs.
Mulher Maravilha esta em todos os cinemas e já arrecadou quase 10 milhões em 24hs da sua estreia.

 

wonder-woman-capa-embrulha-blog

 

Tags: , , ,


Sobre o Autor

Ariana, formada em ciências contábeis, mas se imagina Jornalista, Escritora ou Professora, para moldar mentes. Se apaixonou por cinema aos 6 anos quando sua tia a fez assistir por 6 horas, durante todos os dias das suas férias, clássicos dos anos 40/50, até chegar nas séries, onde aprendeu muito do que sabe. Tem convicção de que no fim dos tempos haverá um ataque zumbi, e por conta disso já sabe usar espada.



Voltar para o topo ↑