Cinema logan-banner-33

Publicado em março 2nd, 2017 | Por Rodrigo Cirne

0

Logan – O filme definitivo do Carcaju

Não é necessário mais do que 1 minuto de projeção de Logan, para identificarmos que este filme é totalmente diferente de tudo aquilo que já foi visto na franquia “X-Men“. Logan não é um filme de herói, mas ao mesmo tempo é…eu explico: Se tirarmos os momentos heróicos do filme, os mutantes que aparecem no filme e o terceiro ato (onde literalmente pau quebra), este poderia ser um filme que conta a jornada de um filho (Hugh Jackman, pela última (?) vez na pele de Logan) que busca encontrar a paz e o ambiente familiar com seu “pai” (Patrick Stewart, pela última (?) vez na pele de Charles Xavier), num road movie que emociona desde a primeira interação deles em cena.

A história, que é contada no ano de 2029, num futuro onde teoricamente não temos mais mutantes, e os X-Men foram dizimados da terra. Logan é um senhor bem cansado de tudo que já vivenciou na vida, e de sua vida de X-Men, se torna motorista de limousine para levantar dinheiro para poder viver o resto dos seus dias ao lado de seu mentor e amigo, Charles Xavier, um senhor com mais de 90 anos, que sofre de Alzheimer, e que está a beira de um colapso mental, devido ao seu grande poder.

As cenas onde Logan literalmente cuida de Charles são emocionantes. O público consegue notar que existe uma relação recíproca de pai para filho, carregada de sentimentos de tristeza em ambos, que geram conflitos pessoais, que são destrinchados no passar das mais de 2 horas de projeção.

logan2

Tanto Hugh Jackman, quanto Patrick Stewart entregam neste filme suas melhores interpretações para os personagens que são tão adorados pelos fãs da franquia. É tocante a entrega deles no filme, o que comprova o talento de ambos para situações dramáticas, e acreditem, o que não falta neste filme são momentos dramáticos (não vou detalhar nenhum destes momentos, para não estragar a diversão dos nossos leitores).

Somando toda a carga dramática do filme, temos a adição de novos personagens que complementam e trazem a trama, a ação necessária para que o filme seja explorado, além da carga dramática. Boyd Holbrook, de Narcos, faz o líder dos Carniceiros, Donald Pierce, e apesar de sua história ter sido pouco explorada, consegue juntamente com o Dr Zander Rice (Richard E. Grant), e seus Carniceiros, causar grandes problemas para Logan. Porém, a grande sacada do roteiro, foi a inclusão da personagem Laura Howlett, ou num futuro bem próximo, a X-23.

Logan-X-23-1024x469

Fruto de uma experiência laboratorial de Zander Rice, Laura é uma menina criada em cativeiro, para se tornar (assim como Logan foi um dia) uma arma letal do governo americano, porém, assim como Logan, algo da errado, e a menina foge dos domínios de Rice.
A performance da jovem Dafne Keen é de encher os olhos dos espectadores. Você consegue sentir no olhar, no gestual, nos golpes, todo o ódio da personagem, e cabe a Logan (ironicamente), ser a figura paterna, que tenta controlar todo o ímpeto da jovem, e essa relação entre eles, juntamente com Charles Xavier, gera os poucos momentos cômicos do filme.

Intenso, feroz, mortal, letal…Hugh Jackman é tudo isso neste filme…é o Wolverine que todos os fãs esperam desde 2000, quando o primeiro X-Men foi lançado, não esquecendo que, toda essa carga de violência, palavrões, sangue (muito sangue) só foi liberada pela Fox depois do sucesso gigantesco de sua nova franquia, Deadpool.

professorx

Nunca um filme da franquia X-Men teve tanta violência, porém, nunca um filme considerado da franquia, teve tão poucas referências quanto esse. Alguns easter eggs, algumas poucas referências, nada além disso. Este é um filme absolutamente solo do personagem Logan, que juntamente com Hugh Jackman e Patrick Stewart chega ao fim, após 17 anos.

Sabemos como funciona o mercado cinematográrico, e o quanto Hollywood pode ser per$ua$iva com relação aos atores e seus contratos de trabalho, contudo, creio que este é sim o último filme de Hugh Jackman na pele de Wolverine, e confesso aos nossos leitores, que, com lágrimas nos olhos ao final da projeção, não houve final melhor desta saga.

LogansRun

Obs: NÃO há cenas pós-créditos.

Tags: , , , , , ,


Sobre o Autor

Amante de cinema, viciado em Star Wars, Friends e Alice in Chains. Nerd convicto, Analista de Sistemas por vocação, baterista por coração e emoção. Consumidor compulsivo de filmes, séries, música, games e HQ´s. Se pudesse, viveria de entretenimento (cinema e música), como ainda não posso, descarrego todo esse amor aqui no blog.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑