Cinema ligadajustica

Publicado em novembro 15th, 2017 | Por Rodrigo Cirne

0

Liga da Justiça – Crítica

Você, leitor do Embrulha que tem mais de 30 anos, provavelmente deve ter visto na sua infância muitos desenhos animados nos programas infantis. Dentre tantos desenhos, um deles trazia uma legião de super heróis que combatiam vilões e ameaças vindas de diversos pontos da galáxia. Esse desenho chama Super Amigos, que nada mais é que a nossa Liga da Justiça (numa versão não tão completa assim).

E porque trouxe a tona o desenho criado há tantos anos atrás? Porque o filme Liga da Justiça traz o mesmo tom dos desenhos: aventura, com ótimos momentos de humor (que detalharei um pouco mais abaixo), onde basicamente o contexto é: O Bem contra o Mal.

superamigos

Após severas críticas sobre o filme Batman V Superman (algumas infundadas na minha opinião), e Esquadrão Suicida (concordo com muitas delas), a DC resolveu mudar o tom da sua mais recente produção, e torna o filme da Liga muito mais próximo do que foi o ótimo Mulher-Maravilha, do que o tom mais sombrio de BvS.

A história parte do ponto onde seres de outro planeta, chamados Parademônios preparam uma invasão a Terra, liderados pelo vilão Lobo da Estepe, que não é tão inofensivo quanto andaram dizendo por aí, porém o CGI não está tão bom quanto outros vilões criados digitalmente em outras produções, mas nada que atrapalhe. Trata-se de uma ameaça real a Terra, e que somente com a ajuda dos nossos amigos meta-humanos, será possível deter tal ameaça, uma vez que a sociedade ainda lamenta a morte de Superman.

Justice-League-Comic-Con-2017-Toys-Steppenwolf-Batmobile

A morte do nosso amigo de Krypton dita a narrativa do filme. Bruce Wayne (Ben Affleck novamente ótimo vestindo o manto do Cavaleiro das Trevas) carrega dentro de si uma certa culpa por tudo que aconteceu com Superman, e por isso, tenta recrutar todos os meta-humanos conhecidos, para deter a invasão alienígena. Com o auxílio de DianaMulher-MaravilhaPrince (Gal Gadot parece que nasceu para ser essa personagem tão forte e tão relevante no filme), Bruce tenta convencer Arthur “Aquaman” Curry e Barry “Flash” Allen a se juntarem ao time, enquanto Diana tenta recrutar Victor “Cyborg” Stone, o que não é uma tarefa muito fácil com dois dos nossos heróis.

Aquaman deixa claro que gosta de trabalhar sozinho, e apenas quer ajudar as pessoas que tem problemas em regiões próximas do mar. Victor ainda está tentando se adaptar a essa nova vida que lhe foi colocada, o que torna este personagem o mais complexo dos heróis, já que ele não aceita tal situação.

A narrativa é um pouco acelerada, o desenvolvimento da Liga em si é satisfatório, porém, fica no ar que algumas relações poderiam ser mais exploradas, mas nada que comprometa o produto final, já que a química entre os atores/personagens é ótima. É possível perceber que foi criado um elo entre eles, graças também ao tom menos pesado do filme, e as características de alguns personagens. Todos os heróis possuem relevância no filme, e nada parece ser jogado na tela, apenas para que a Liga fosse criada. Individualmente, todos tem seu momento de brilho, com destaque para Ezra Miller, que faz de seu Barry Allen a melhor surpresa do filme. Cada interação com Barry vem com uma piada, e acreditem, todas são muito engraçadas, nada soa forçado, e Barry parece realmente uma criança no meio de tantos adultos.

justice-league-flash

Jason Momoa também está ótimo como Aquaman. Ele transformou um personagem que era motivo de piadas nas HQ´s mais antigas, em um verdadeiro badass todo cheio de tatuagens.

landscape-1496227992-aquaman-jason-momoa

Ray Fisher não compromete como Cyborg. O novato ator desempenha bem o papel do herói, e quando exigido, entrega uma carga emocional que contrasta diretamente com o bom humor de Barry Allen, fato este que rende boas piadas.

Justice-League-Movie-Cyborg-Close-Up

Gal Gadot e Ben Affleck são os “chefes” da Liga. Completamente a vontade em seus papéis, tanto Ben, quanto Gal, abraçam a responsabilidade de liderarem o time, e mais uma vez conseguem entregar grandes momentos como a Rainha das Amazonas e o Cavaleiro das Trevas de Gotham.

Justice_League_Batman_Wonder_Woman

E o Superman? Bom…a narrativa gira em torno de sua morte, e dos impactos que ela trouxe para a humanidade. Ele está no filme? Essa resposta eu prefiro que nossos leitores descubram ao assistir o filme.

Monument

O elenco secundário também faz jus aos momentos em que aparecem em cena. Amy Adams é uma Lois Lane que ainda não superou a morte do seu amor, mas é super relevante quando necessário, e junto com Diane Lane, nos dão a conversa mais emocionante do filme.

A grande dúvida dos nossos leitores talvez seja a troca de diretores. Houve impacto direto na mudança de Zack Snyder (que infelizmente se afastou do projeto por conta de uma tragédia familiar) para Joss Whedon, e a resposta é: Não. É possível identificar onde Joss mexeu no filme (já que seu forte sempre foi a relação entre os personagens, e não a questão visual). É um filme de Zack Snyder, é um conceito criado por ele, e Joss, podemos dizer, apenas colocou um pouco mais de tempero neste ótimo filme.

Com duas ótimas cenas pós-créditos, onde uma delas pode ditar o tom de uma eventual continuação (e confesso que meu lado criança que assistia Super Amigos ficou maluco), alguns easter eggs (um deles num tom mais esverdeado), Liga da Justiça é um filme que pode mudar o rumo das próximas produções da DC (se é que já não mudou), e colocar seu universo expandido de volta nos trilhos, sem precisar comparar com o que é feito do outro lado, seguindo em frente, já que temos centenas de histórias para serem contadas deste fantástico time de super heróis.

Tags: , , , , , , ,


Sobre o Autor

Amante de cinema, viciado em Star Wars, Friends e Alice in Chains. Nerd convicto, Analista de Sistemas por vocação, baterista por coração e emoção. Consumidor compulsivo de filmes, séries, música, games e HQ´s. Se pudesse, viveria de entretenimento (cinema e música), como ainda não posso, descarrego todo esse amor aqui no blog.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑