Cinema Aquaman 01

Publicado em dezembro 13th, 2018 | Por Rodrigo Cirne

0

Aquaman – Crítica

Longa da DC encanta, e da um novo fôlego as suas produções futuras.

Quando Zack Snyder anunciou que, no seu vindouro filme da Liga da Justiça, Jason Momoa viveria a primeira encarnação do subestimado Super Herói Aquaman no cinema, a primeira pergunta feita pelos veículos de comunicação foi: “Ele vai falar com peixes?”. Essa foi a reação da maioria das pessoas que conheciam o mínimo do personagem, que era motivo de piadas perante aos seus outros colegas com super poderes. Afinal, um loirinho de cabelo penteadinho, sentado num cavalo marinho, cujo grande poder era falar com peixes, qual seria o interesse em fazer um filme de um Super Herói, com tais características?

É aí que entra a visão de Zack Snyder, que enxergou no personagem, que havia sido revitalizado na saga dos quadrinhos “Os Novos 52″, um potencial material para desenvolver uma história digna de seu novo caminho trilhado nas HQ´s.

aquaman-696x348

Após a introdução do personagem no bom, porém, questionável Liga da Justiça, era chegada a vez do personagem navegar em uma aventura solo. E o incubido de criar tal universo cinematográfico foi o sempre excelente James Wan.
Sua missão não era nada fácil: Como fazer o expectador abraçar o personagem, depois de um fracasso comercial tão grande, quanto Liga da Justiça. A primeira medida do Diretor foi, mudar todo o tom do filme. Esqueça fotografias escuras, ambientes fechados, personagens com sequelas psicológicas. Em Aquaman, tudo se transforma em fantasia, aventura, comédia, romance e muita, muita água para todos os lados.

Aquaman 08

Ouso a dizer que, este filme fará com que o espectador tenha uma outra visão das profundezas dos sete mares. Nunca antes, um filme foi tão longe na criação dos animais sub-aquáticos, seja pela quantidade de espécies, seja pela vasta imensidão azul que cobre os oceanos. Tecnicamente, e visualmente, é uma das experiências mais ricas que já vi numa tela de cinema. Todo o universo criado é perfeito, e faz com que aquele leitor de HQ, que um dia brincou com o fato de um ser humano ficar sentado em cima de um cavalo marinho, fique agora de queixo caído, tamanha é a qualidade visual das cenas debaixo d´água. Beira-se a perfeição.

Aquaman 04

A história em si não foge aos clichês de histórias de origem. No filme, Atlanna (vivida pela linda Nicole Kidman), futura rainha de Atlântida, foge para a superfície, para evitar um casamento arranjado. Na superfície, ela conhece Tom Curry, e logo eles tem um filho, Arthur Curry, legítimo herdeiro ao trono de Atlântida. Sem entrar em maiores detalhes da trama, porque eu gostaria muito que o leitor do Embrulha vivenciasse a experiência visual nos cinemas, Arthur entra em conflito com seu meio irmão, Rei Orm (Patrick Wilson, ótimo como sempre, em mais  um filme de James Wan), que pretende invadir a superfície, após anos de exílio do povo de Atlântida.

Aquaman 02

Além de toda a parte visual, as cenas de ação, que Wan já provou ser um dos melhores cineastas da nova safra, o filme, de forma sutil, porém impactante, abrange a questão da poluição que devasta todos os mares ao redor do mundo, o que faz com que os motivos pelos quais o Rei Orm queira uma guerra sobre a superfície, sejam verdadeiros, sem que sejam meramente jogados no roteiro, para se “ter um motivo”.

Aquaman 07

O restante do elenco é muito bem escalado. Amber Heard, que vive a Princesa (e par romântico de Arthur) Mera, não é simplesmente escalada para ser a mocinha do filme. Existe o conflito, existe a motivação e principalmente, ela parte pra porrada, quando é necessário. Definitivamente, o cinema atual não aceita mais aquela mulher indefesa, que simplesmente grita por ajuda. Amber e Nicole são presenças imponentes e trazem um brilho maior ao filme.

Aquaman 06

Willem Dafoe, e Dolph Lundgren apesar de pouco aproveitados, fazem bem seus papéis de coadjuvantes, com maior destaque para Dafoe, que se torna o grande mestre e incentivador de Arthur. Yahya Abdul-Mateen II que faz um dos maiores vilões de Arthur, o Arraia Negra (absurdamente parecido com as HQ´s), e que com suas motivações pessoais, será provavelmente o grande vilão de uma eventual sequência.

Aquaman 05

Jason Momoa merece uma atenção especial. Nota-se que o ator se sente tão a vontade no papel, que a imagem daquele loirinho engomadinho dos desenhos antigos, seja completamente apagada de nossa memória. Momoa consegue transformar seu Aquaman, em um Badass todo tatuado e musculoso. Sua presença em cena é imponente, e se os diálogos não são tão estruturados, sobra carisma ao ator.

Aquaman tem tudo que um filme de Super Herói precisa: Ação, aventura, sequências de lutas grandiosas, e um terceiro ato apoteótico, que prende a respiração do espectador até seu desfecho, que é de arrancar lágrimas de algumas pessoas (estou me incluindo nestas pessoas).

Aquaman 03

Não deixe de ver este filme no cinema. A experiência visual que o longa proporciona, não será vista tantas vezes em uma tela de cinema.

A DC parece que encontrou um rumo em suas produções, só resta saber quais serão os próximos passos dos nossos heróis: Uma nova tentativa de Uma Liga da Justiça, ou vôos solos? O tempo, e as bilheterias, dirão.

Tags: , , , ,


Sobre o Autor

Amante de cinema, viciado em Star Wars, Friends e Alice in Chains. Nerd convicto, Analista de Sistemas por vocação, baterista por coração e emoção. Consumidor compulsivo de filmes, séries, música, games e HQ´s. Se pudesse, viveria de entretenimento (cinema e música), como ainda não posso, descarrego todo esse amor aqui no blog.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑