Livros O-Diário-de-Frankenstein-Blog-Embrulha

Publicado em junho 28th, 2015 | Por Marcelo Rodino

3

O Diário de Frankenstein

Assustadoramente envolvente

O Diário de Frankenstein (The Frankenstein Diaries) é um livro antigo, lançado em 1982 e creio que seja muito pouco conhecido. Mas acho que ele merece uma atenção especial porque é um livro muito criativo, com uma sacada genial e acima de tudo, horripilante.

Como o título mesmo diz, ele se trata do diário do doutor Viktor Frankenstein, personagem criado pela escritora britânica Mary Shelley, em 1818, para o romance de terror gótico “Frankenstein: or the Modern Prometheus” (título original em inglês). Neste livro o estudante de ciências naturais descreve em detalhes sua pesquisa para encontrar a imortalidade e o passo a passo dos procedimentos e técnicas que ele utilizou para reanimar cadáveres usando a eletricidade e magnetismo. Além das anotações em forma de diário o destaque vai para as ilustrações do livro, que nada mais são do que registros em desenhos feitos pelo jovem cientista.

Belíssimos e desconcertantes desenhos de anatomia, maquinários e antigos instrumentos cirúrgicos utilizados nas experiências dão um tom realístico para o diário.

O-Diário-de-Frankenstein-Blog-Embrulha    

E é nesse ponto que o livro se torna envolvente. Ele é tratado como um registro legítimo, mostrando inclusive, fotos antigas da infância de Frankenstein e da sua família. O prefácio original, feito pelo tradutor Rev. Hubert Venables e na edição brasileira por Ronaldo Rogério de Freitas Mourão reforçam essa ideia de se tratar de um documento histórico. Somados aos desenhos, o papel e a capa dura de excelente qualidade, dão a sensação que você está com um diário verdadeiro em mãos. E esse clima que o livro traz é sensacional!

O-Diário-de- Frankenstein-Blog-Embrulha

É bem verdade que para quem leu o livro de Mary Shelley, o “Diario” irá soar como um resumo da história original, contada do ponto de vista de Viktor. Mas é justamente esse outro ângulo da estória que faz o leitor ter uma experiência diferente do livro de Mary Shelley e que eu particularmente achei mais assustadora.

A parte crucial que todos já conhecemos, onde o experimento final na forma de uma criatura sem nome, feita a partir de vários corpos e que finalmente toma vida, é descrita com detalhes assustadores e ilustrada com imagens fantásticas. Destaque também para a sequência apavorante em que Viktor descreve um experimento mal sucedido feito em um cadáver de um bebê (sic!). Essa não sai da minha cabeça!!

É claro que além das horripilantes sequências o livro/diário também tem os registros de todo o drama que Viktor enfrenta. Desde a empolgação de se sentir um instrumento de DEUS durante a sua procura da imortalidade até a vergonha e tristeza ao ver sua criatura se tornar uma aberração, para finalmente ele acreditar que era na verdade, um instrumento de Satanás. Tudo registrado na primeira pessoa, o que faz o leitor se sentir na pele do cientista.

Acredito que hoje seja relativamente difícil achar esse título em livrarias físicas. Fiz uma rápida pesquisa e só achei usados pela internet.

Se você tiver interesse pelo livro, vai ter de caçá-lo. O que sinceramente acho que vai tornar a sua aquisição ainda mais interessante porque quando você encontrá-lo vai ter a sensação de que achou o único e legítimo diário do Dr. Victor Frankenstein.

Uma experiência e tanto!

O Diário de Frankenstein (The Frankenstein Diaries)

Escritor: Rev. Hubert Venables 

Prefácio brasileiro: Ronaldo Rogério de Freitas Mourão.

Editora: Francisco Alves

Ano de lançamento no Brasil: 1982

Tags: , , , ,


Sobre o Autor

Fundador do Blog Embrulha e criador dos vídeos no Youtube de paródias/dublagens da Série Breaking Bad. Diretor de criação, quando pequeno desenhava no livro de matemática e gastava todo o dinheiro da mesada em trilhas sonoras de filmes e quadrinhos. Queria ser Ridley Scott e ainda quer.



3 Responses to O Diário de Frankenstein

  1. Marcos says:

    Wow. Eu encontrei essa preciosidade em um sebo há alguns anos. Mas ainda não conseguir ler.

    Sou fascinado pelo livro de Mary Shelley, um dos melhores da literatura inglesa, sem dúvida.

    Lendo seu texto agora, não vejo a hora de começar a leitura do Diário.

    Valeu!

    • Marcelo Rodino says:

      Olá Marcos.
      Espero que goste tanto quanto eu gostei.
      Para quem é fã como eu e vc, é uma leitura imperdível!
      Abrs

  2. Lara says:

    Olá, o teu livro não tem o titulo na capa, queria saber se é assim mesmo essa edição ou o titulo saiu com o tempo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑