Seriados luke-cage-logo

Publicado em outubro 1st, 2016 | Por Rodrigo Cirne

0

Luke Cage – Crítica

Marvel consolida seu universo em todas as plataformas

Ambientada no Harlem (bairro de Nova Iorque), a série aborda todo o contexto social de um bairro que é predominantemente habitado pela população negra de Manhattan, fato este que contribui para que a série tenha todo seu visual social, político e musical ditado pela cultura negra, e com extrema maestria a série nos presenteia com o que há de melhor na cultura negra, desde sua música, vestimenta, penteados, até as homenagens aos grandes cidadãos que passaram e fizeram história no Harlem.

Como toda história de origem deste universo Marvel/Netflix, Luke Cage entra a fundo na história do personagem, com flashbacks que não são jogados por acaso para o telespectador, pelo contrário, todos os flashbacks trazem toda a relevância do caráter do personagem, e o porque dele ser tão atormentado pelo passado, o que não deixa de ser um ponto positivo para quem não conhece a história de origem de Luke.

netflix-luke-cage-trailer-01

Dentro de um universo onde já conhecemos os outros personagens do universo Marvel (na teoria, caso vocês tenham assistido Demolidor e Jessica Jones), Luke é um ajudante de Barbearia, que se vê em uma dupla jornada: Proteger os menos favorecidos no Harlem, além de ter que provar sua inocência devido a fatos que ocorrem durante a série, e aqui vai um destaque para Mike Colter, que consegue demonstrar todos estes sentimentos dúbios em Luke, carregando toda a tristeza do passado que o personagem carrega, contrapondo com o seu lado herói, que não se importa em quais as consequências que seus atos irão gerar, por mais que sejam heróicos. A violência, intolerância, e até mesmo questões religiosas ditam o tom da série, que não economiza na violência, e nem deveria, já que o bairro é dominado por gangues, traficantes e gangsters.

O elenco de apoio da série é um dos pontos fortes da série, com destaque para Mahershala Ali (House of Cards), Alfre Woodard, como a vereadora Mariah Dillard, Theo Rossi (Sons of Anarchy) e Rosario Dawson, que desta vez assume um papel muito maior no universo Marvel/Nelflix, ao deixar de lado apenas seu lado enfermeira, para ajudar e ser a válvula de escape de Luke, em diversas situações.

Cast-of-Luke-Cage-SDCC-2016-luke-cage-netflix-39783480-1200-801

E pra quem já conhece a história do herói, a Marvel entrega alguns easter eggs que vão tirar alguns sorrisos dos telespectadores (em especial um onde Luke usa uma vestimenta, um tanto quanto indiscreta). Além disso, as referências a Demolidor, Jessica Jones, Punho de Ferro (sim, tem uma referência a próxima série da Marvel/Neftlix), além dos Vingadores e de Stan Lee que aparece na série (não é como nos filmes, mas o simpático velhinho está lá).

Com uma trilha sonora que traz muito hip-hop (Com uma participação inclusive do “Wu Tang Clam” Method Man), muito funk (não confundir com o ritmo denominado funk, que toca em algumas rádios brasileiras) e muito soul, Luke Cage é mais um tiro certo da Marvel, que está prestes a finalizar as histórias de origem dos seus personagens, com a introdução de Punho de Ferro, para finalmente entregar ao público, sua versão streaming dos Vingadores, Os Defensores.

Tags: , , , , ,


Sobre o Autor

Amante de cinema, viciado em Star Wars, Friends e Alice in Chains. Nerd convicto, Analista de Sistemas por vocação, baterista por coração e emoção. Consumidor compulsivo de filmes, séries, música, games e HQ´s. Se pudesse, viveria de entretenimento (cinema e música), como ainda não posso, descarrego todo esse amor aqui no blog.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑