20170308-king-kong-ilha-da-caveira-topo

Publicado em março 11th, 2017 | Por Rodrigo Cirne

0

Kong: A Ilha da Caveira – Recomeço da História do Gorila Gigante empolga

Se você assistiu a um ou mais filmes do Gorila de 30 Metros de altura, King Kong, limpe sua mente, e esqueça tudo que foi visto anteriormente. Numa aposta que podemos dizer, ousada, a Warner, em conjunto com a nova toda poderosa, Legendary Pictures, traz uma nova abordagem para o Gorila, que neste filme ainda não é o “King” (apesar de ser considerado assim na ilha).

Desconstruindo a história criada na década de 30, não teremos nosso “herói” em Nova Iorque, nem tão pouco sendo capturado por humanos, que buscam lucrar as custas do sofrimento do gigante. A idéia dos produtores, é unificar o mundo dos monstros, iniciado em 2014 pelo ótimo Godzilla, de Gareth Edwards, que graças ao estrondoso sucesso do filme, foi contratado pela Disney para ser o diretor de Star Wars: Rogue One.

NEiipmopEh5Lll_2_a

A história, que se passa na década de 70, mais precisamente em 1973, logo após o final da Guerra do Vietnã, apresenta um grupo de soldados, exploradores e mercenários, que vão na tal Ilha da Caveira, em busca de descobrir os mistérios que envolvem o belíssimo arquipélago.

O elenco está recheado de nomes conhecidos pela grande audiência cinéfila: Tom Hiddleston (o Loki dos filmes da Marvel), Brie Larson (A futura Capitã Marvel), Samuel L. Jackson, John Goodman, John C. Reilly (que consegue trazer ótimos momentos cômicos no filme), entre outros atores de várias etnias, que compõem o elenco globalizado do filme (grande tendência dos Blockbusters Hollywoodianos atualmente), onde juntos se deparam logo de cara com a figura nada amistosa do “Rei” da Ilha, Kong, em uma cena que fará com que o espectador literalmente pule da cadeira (recomenda-se ver o filme em 3D).

maxresdefault_5e8a

Ao contrário da maioria dos filmes que prepara o terreno para mostrar a criatura, o diretor Jordan Vogt-Roberts abre mão desse expediente, e literalmente joga o gorilão logo de cara, para todos admirarem sua volúpia agressiva contra os “intrusos” (e acreditem, a fúria liberada por Kong tem um motivo muito justo).

Kong inclusive, merece um capítulo a parte: Tecnicamente perfeito nas expressões, nos movimentos e até em seus momentos de relaxamento pela ilha, nos faz imaginar que uma criatura deste tamanho pode realmente existir.

170309093443-kong-skull-island-full-169

Não espere um filme com desenvolvimento de personagens, não espere tramas paralelas…Kong: Ilha da Caveira é um filme de ação, com uma clara referência ao Clássico Apocalypse Now, e que tem uma missão bem clara: Introduzir o gigante ao mundo dos monstros (que por sinal, já habitam a Ilha da Caveira), e como tal filme de ação, entrega tudo aquilo que o espectador espera, muita ação mesmo.

Se o plano da Warner/Legendary der certo, e o filme for um sucesso de bilheteria, podemos nos preparar para um embate nunca antes visto ou imaginado nos cinemas: Kong x Godzilla.

Obs: O filme tem uma cena pós-créditos, que comprova o que escrevi acima!!


Sobre o Autor

Amante de cinema, viciado em Star Wars, Friends e Alice in Chains. Nerd convicto, Analista de Sistemas por vocação, baterista por coração e emoção. Consumidor compulsivo de filmes, séries, música, games e HQ´s. Se pudesse, viveria de entretenimento (cinema e música), como ainda não posso, descarrego todo esse amor aqui no blog.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o topo ↑